Praia da Mareta





Este o ponto de partida para descobrir as maravilhas subaquticas de uma costa recheada de grutas e fundes. A Pousada do Infante tem vista directa nesta praia devido sua localizao ideal no Cabo de Sagres. Esta praia alm de ter algumas opes de restaurao tambm tem actividades de desporto nutico, aluguer de cadeiras de sol, chuveiros e casas de banho.

Praia do Telheiro





Apesar de relativamente abrigada da nortada fria, esta é uma praia tranquila devido ao acesso que se faz por um trilho íngreme, percorrendo as bancadas calcárias da arriba até ao areal.

Na área envolvente dominam campos agrícolas e pastagens, e é comum o avistamento de aves de rapina, sobretudo falcões, em busca de alimento.

É a última praia a ocidente antes do cabo de S. Vicente e surpreende pela beleza e diversidade de formações rochosas, a que não será alheio o facto de ser este o ponto de encontro entre o maciço escuro de xisto que aflora na costa ocidental (antiga cadeia de montanhas, muito enrugada e deformada) e a orla sedimentar meridional, composta por arenitos alaranjados, pelo grés de Silves de cor rubra, e por calcários claros, caprichosamente esculpidos.

Diversas plantas aromáticas colonizam as bancadas calcárias da arriba; já junto da linha de água que alcança o areal desenvolve-se vegetação exuberante, com tamargueiras e caniços.



Praia de Santo Antnio (Vila Real de Santo Antnio)





A Praia de Santo António é uma praia situada na freguesia e concelho de Vila Real de Santo António, sendo a mais oriental do Algarve e de Portugal. Situa-se a nascente da Praia de Monte Gordo e a oeste da foz do rio Guadiana, fazendo assim parte da costa da baí­a de Monte Gordo, junto da Ponta da Areia. Tal como a vizinha Praia de Monte Gordo, dispõe de águas cálidas e calmas.

A praia é acessí­vel através de caminhos pela Mata Nacional das Dunas Litorais de Vila Real de Santo António ou, na época alta, por um comboio turí­stico, pelo valor de 1u20ac por percurso, disponibilizado pela Câmara de Vila Real de Santo António.

A foz do Guadiana, a Mata Nacional e a Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António dão o enquadramento paisagí­stico.

O concelho de Vila Real de Santo António, bastante privilegiado pelas suas magníficas praias, além das qualidades naturais e únicas que as caracterizam, faz todos os anos um enorme esforço para que todos aqueles que nos visitam usufruam das melhores condições, situação que desde à muito reconhecida através da atribuição do galardão Bandeira Azul às praias do concelho, nomeadamente, Praia de Santo António, Praia de Monte Gordo, Praia da Lota e Praia da Manta Rota.

Esta praia situa-se junto à foz do Guadiana e continua a uma distância de 3 km, banhada por águas quentes e calmas, até à vizinhança de Monte Gordo. O Cerrado Nacional das Dunas Costeiras, uma floresta de pinheiros marítimos e de pedra que cresce nas dunas, dá uma sensação fresca e verde a este cenário mediterrânico, excessivamente quente, seco e luminoso. 

A maneira mais interessante de chegar à beira-mar é ao longo de um caminho pedestre e ciclístico chamado “Caminho dos Três Pauzinhos”, ao longo do qual também funciona um mini-trem. Este caminho passa por um grande pinhal onde se pode sentir os aromas das plantas de resina, tomilho e curry, que emitem um forte cheiro de caril. 

Visitantes atentos podem avistar os camaleões que se movem devagar e geralmente camuflados, caminhando pelo pinhal. Perto da praia, vassoura de véu de noiva, uma planta alta, típica das areias do leste do Algarve, prevalece. E nas cristas das dunas mais próximas do mar, você verá grama de praia. A foz do Guadiana pode ser vista a leste e, do outro lado do grande rio do sul, fica a Espanha.



Praia da Cordoama





Esta praia tem acesso directo praia da Barriga e est enclausurada entre duas falsias, um lugar calmo e tranquilo. Esta praia tem um pequeno restaurante e parcialmente vigiada durante o vero.

Praia da Cordoama Cabo de So Vicente





A Praia da Cordoama situa-se ao norte do Cabo de São Vicente, a leste da Praia do Castelejo e a oeste da Praia da Barriga. Possui acesso de carro por estrada alcatroada e dois parques de estacionamento. Tem um extenso areal rodeado de falésias e é muito tranquila. Na praia desagua um pequeno riacho. A praia é muito bonita e a bandeira costuma estar amarela, pois o mar é bastante ondulado

Possuindo um areal extenso que na maré baixa fica ligado às vizinhas Praias do Castelejo e da Barriga, a Praia da Cordoama faz parte de um trecho de litoral de grande beleza integrado no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Esta é uma vasta praia, com areal a perder de vista. A visão das arribas em sucessivos recortes, progressivamente mais nebulosos, é deslumbrante. Pela extensão da praia, e apesar de ser frequentada por escolas de surf e bodyboard, é sempre possível encontrar alguma tranquilidade.

As arribas são altivas, atingindo mais de cem metros de altura, existindo nesta praia um morro que constitui um miradouro natural e a partir do qual é frequente realizarem-se saltos de parapente. Nas paredes rochosas viradas a norte, veem-se estratos esbranquiçados reluzentes que mais não são que extensas coberturas de líquenes. 



Praia do Castelejo Vila do Bispo





Integrada no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, a Praia do Castelejo apresenta uma beleza deslumbrante em que as rochas negras de xisto contrastam com as areias douradas. O mar, de ondulação forte, oferece excelentes condições para a prática de surf e bodyboard.

O concelho de Vila do Bispo, devido à sua localização geográfica, é o único concelho do país que possui dois tipos de costa: a costa meridional e a costa ocidental.  A costa meridional, que se estende até ao Cabo de S. Vicente, oferece enseadas e baías com boas condições de abrigo. Fazem parte desta costa, as praias do Burgau, Cabanas Velhas, Boca do Rio, Salema, Figueira, Furnas, Zavial, Ingrina, Barranco, Martinhal, Mareta, Tonel e Beliche. Telheiro, Ponta Ruiva, Castelejo, Cordoama, Barriga e Murração são as praias da costa ocidental, localizada a norte do Cabo de S. Vicente, sendo bastante recortada e composta por arribas.  

Praia do Beliche





Escondida misteriosamente num enclave bem protegido, a praia tem acesso por uma escadaria escavada nas suas rochas. O acesso a esta praia difcil. No entanto uma praia vigiada durante o vero e tem paqrque de estacionamento e um restaurante.

Praia das Velhas Vila do Bispo





Trata-se de uma praia acolhedora, e embora o areal seja mais extenso que na Boca do Rio, torna-se estreito na maré cheia, encaixado em arribas calcárias muito esculpidas e recortadas.

O areal alonga-se para nascente, delimitado por fim por um pontão muito utilizado como pesqueiro. Também aqui o abundante calhau rolado é usado pelos banhistas na construção de pequenos abrigos semicirculares de pedra que funcionam como corta-vento.

As encostas sobranceiras à praia estão cobertas por matos típicos do litoral rochoso, surgindo uma área de pinhal na encosta a poente. Vale a pena percorrer o sinuoso caminho litoral entre Cabanas Velhas e a Boca do Rio, onde se oferece uma fabulosa vista sobre o azul marinho do oceano enquadrado pelo verde denso da vegetação mediterrânica, e fazer uma paragem no Forte de Almádena, uma fortificação construída no séc. XVII para proteger a pesca de atum dos ataques de piratas do norte de África.



Praia da Figueira Vila do Bispo, Algarve





A Praia da Figueira é uma praia na freguesia de Budens, concelho de Vila do Bispo, Algarve, em Portugal. Está localizada a oeste da Praia da Salema.

O acesso por automóvel implica deixar o carro a cerca de 500m da praia, sendo o posterior acesso pedonal feito através de um trilho estreito que percorre um vale com encostas verdejantes, áreas de pinhal e afloramentos rochosos calcários onde se avistam grutas. A praia é muito tranquila e tem um ar isolado do mundo. Existe no lado nascente uma ruí­na de uma fortificação do século XV.

Na Figueira, os carros ficam a cerca de 800 metros da praia e o acesso pedonal é feito através de um trilho estreito que percorre um dos vales mais bonitos deste litoral. Nas encostas verdejantes revestidas por matos mediterrânicos e pinhais, surgem imponentes afloramentos rochosos calcários onde se avistam grutas.

Na várzea da pequena ribeira, o visitante encontra pomares, sobretudo com figueiras e oliveiras e muita passarada entretida com os frutos.

A praia é muito tranquila e tem um certo ar de fim de mundo, possivelmente devido à ausência de veículos na paisagem. O areal é delimitado por arribas de cores quentes com formas muito curiosas, onde se avistam, a nascente, as ruínas de uma fortificação do séc. XVI. Também aqui o calhau rolado é usado pelos banhistas na construção de pequenos abrigos semicirculares de pedra que funcionam como corta-vento. Esta é uma praia tranquila e pouco frequentada.



Praia dos Rebolinhos Vila do Bispo Algarve Costa Vicentina





O Martinhal situa-se para nascente da vila de Sagres e, embora ainda beneficie do abrigo proporcionado pela ponta da Baleeira, pode tornar-se bastante ventoso quando a nortada entra pelo amplo vale que antecede o areal. As águas são porém calmas e convidam à prática de windsurf e de mergulho, sendo frequentes as visitas subaquáticas aos cénicos ilhotes de natureza calcária que se situam ao largo da praia, afamados pelas suas grutas submarinas e vida marinha.

A praia é essencialmente arenosa, com dunas altas no centro do praia e vegetação de sapal a estender-se para o interior do vale; apenas para nascente as arribas voltam a marcar a paisagem. Encontram-se aqui as ruínas dum importante centro oleiro romano e, nos ilhotes, vestígios de tanques para salga de peixe.

Para nascente do Martinhal, surge um pequeno areal deserto, com acesso pedonal através da urbanização do Martinhal. Trata-se da Praia dos Rebolinhos que deve o seu nome ao calhau rolado que a preenche, os chamados “rebolinhos”.



Praia da Baleeira (Vila do Bispo) Algarve





A Praia da Baleeira apresenta um areal de pequenas dimensões, localizado numa ampla baía.A zona Norte é menos propicia para idas a banhos devido aos seixos que tomam o lugar da areia.A Sul, a praia é delimitada por um dos pontões do Porto da Baleeira. 

Praia ventosa, com muitas rochas, localizada junto ao porto, a funcionar como estaleiro, o que faz com que a areia não seja muito limpa e, por isso, não seja muito procurada pelos banhistas. Está protegida pela Ponta da Atalaia, onde, em tempos, existiu uma fortaleza ou uma torre de vigia romana ou árabe, das quais são visíveis algumas ruínas



Praia do Mirouo Vila do Bispo





Se procura uma praia practicamente selvagem,isolada, o Mirouço é o local ideal. Embora seja de acesso dificil, compensa pela beleza e aspecto inóspito.Um local único, um areal pequeno, que não se pode esquecer de visitar quando estiver em Vila do Bispo. 

A Praia do Mirouço apresenta um areal extenso, cuja área diminui bastante durante a maré alta. Quem a frequentar deve prestar atenção aos períodos das marés.As enormes escarpas da falésia encobrem este pequeno paraíso escondido.O acesso é feito por um caminho de terra proveniente da Estrada Nacional 268. Chegado à praia, terá que descer por um trilho na falésia de dificuldade elevada, na zona Sul.



Praia do Martinhal Vila do Bispo Sagres Algarve





Situada a 2 km de Sagres, a Praia do Martinhal possui uma grande extensão de areia banhada por uma ondulação regular, muito apreciada pelos praticantes de surf e windsurf. Ao largo, alguns rochedos formam pequenas ilhotas, onde se abrigam várias espécies marinhas e conferem uma beleza diferente a este lugar.

O Martinhal situa-se para nascente da vila de Sagres e, embora ainda beneficie do abrigo proporcionado pela ponta da Baleeira, pode tornar-se bastante ventoso quando a nortada entra pelo amplo vale que antecede o areal.

As águas são porém calmas e convidam à prática de windsurf e de mergulho, sendo frequentes as visitas subaquáticas aos cénicos ilhotes de natureza calcária que se situam ao largo da praia, afamados pelas suas grutas submarinas e vida marinha.

A praia é essencialmente arenosa, com dunas altas no centro do praia e vegetação de sapal a estender-se para o interior do vale; apenas para nascente as arribas voltam a marcar a paisagem. Encontram-se aqui as ruínas dum importante centro oleiro romano e, nos ilhotes, vestígios de tanques para salga de peixe.

Para nascente do Martinhal, surge um pequeno areal deserto, com acesso pedonal através da urbanização do Martinhal. Trata-se da Praia dos Rebolinhos que deve o seu nome ao calhau rolado que a preenche, os chamados “rebolinhos”.

Acesso Viário: Estrada Pavimentada; Entrada na EN 268 a cerca de 100m da entrada da localidade de Sagres

 

Acesso Pedonal: Caminho Consolidado

Estacionamento: Não regularizado; Capacidade aproximada de 78 Lugares

Tipo: Praia Marítima

Serviços: Restaurantes; Escola de Windsurf; Aluguer de Gaivotas e de Caiaques

Segurança: Vigiada pela capitania; Nadador Salvador

Areal: Areia Branca, com uma extensão de 1000m

Dimensões com Praia-mar: 1000m de comprimento x 50m de largura

Arribas: Cordão dunar consiste no único abrigo ao vento predominante (Noroeste)

Temperatura média da água: 22ºC – Verão

Atividades que podem ser desenvolvidas: Canoagem; Motas de Água; Caça Submarina; Pesca Desportiva; Snorkeling; Windsurf

Observações: Maior sistema dunar do concelho



Praia da Murração





uma pequena praia mas com um amplo e comprido areal, conhecido como a Prola da Costa Vicentina, tem a reputao de ser uma praia de beleza excepcional devido as suas dunas ondulantes e abundante paisagem de zimbros endmicos desta regio que ladeiam os seus penhascos. Como encontra-se bastante isolada, no apresenta qualquer tipo de infra estrutura.

Praia da Mareta Vila do Bispo Sagres Algarve





É a primeira praia da costa meridional, inserindo-se na ampla baía que nasce para leste do cabo de S. Vicente, o que a protege dos ventos e ondulações dominantes. Inserida na vila de Sagres, a Mareta é uma praia urbana e muito frequentada, apreciada por proporcionar banhos calmos e um bom ponto de partida para fazer canoagem ou mergulho nas grutas submersas da enseada.

O extenso areal, com quase 800 metros, encontra-se enquadrado por arribas calcárias que se elevam nas extremas da praia, assinalando-se o desenho retilíneo do cabo de S. Vicente a marcar a paisagem. Nestas formações rochosas distinguem-se enormes grutas e as plataformas de lapiás calcário colonizadas por plantas vistosas como o pampilho-marítimo. Caminhando para leste, o areal torna-se mais tranquilo.



Localização: Freguesia de Sagres – Praia Urbana (Sagres)

Acesso Viário: Estrada Pavimentada

Acesso Pedonal: Caminho Consolidado

Estacionamento: Pavimentado; Capacidade Aproximada de 170 Lugares

Tipo: Praia Marítima

Serviços: Cafés; Restaurantes; Aluguer de Cadeiras; Aluguer de Gaivotas e de Caiaques

Segurança: Vigiada pela capitania; Nadador Salvador

Areal: Areia Branca, com uma extensão de 700m

Dimensões com Praia-mar: 700m de comprimento x 50m de largura

Arribas: Calcários e Margas, abrigadas dos ventos predominantes (Noroeste)

Temperatura média da água: 22ºC – Verão

Atividades que podem ser desenvolvidas: Canoagem; Motas de Água; Caça Submarina; Pesca Desportiva; Snorkeling; Surf; Bodyboard





Praia da Salema





A praia da Salema est localizada na pitoresca aldeia de pescadores que tem o mesmo nome, a mesma tem um excelente acesso para os restaurantes e as lojas das suas redondezas. O resort Parque da Floresta encontra-se bastante perto desta praia. A praia s vigiada durante o vero e tem casas de banho e restaurantes nas suas imediaes.

Praia do Zavial





Apesar de ser uma praia bastante popular entre os surfistas, o lado este dispe de aguas mais calmas devido ao tipo de rochas chamadas de Furnas.

Praia do Burgau Costa Vicentina





A Praia do Burgau é uma praia do Algarve, situada na localidade de Burgau, no municí­pio de Vila do Bispo, na sua costa sul, a leste da praia da Salema e a oeste da praia da Luz.

É também conhecida pelas suas argilas com propriedades medicinais.

Integrada na povoação do Burgau, é uma praia de caráter urbano e marca o limite poente do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

O areal estende-se ao longo de uma pequena enseada abrigada das intempéries que funciona como porto piscatório e onde ainda se praticam formas artesanais de pesca, sendo utilizadas artes como o alcatruz, a rede de amalhar ou o aparelho de anzol.Também aqui, à semelhança do que acontece na Salema, é possível observar o regresso dos barcos à praia depois da faina e petiscar mais tarde o peixe fresco nos restaurantes da povoação.

Os utentes da praia dividem assim o areal com os barcos de pesca e com os equipamentos associadas à atividade piscatória. Para nascente, a arriba acinzentada eleva-se, talhada em calcários e margas e muito ravinada pela escorrência das águas, marcando a paisagem. A orientação do areal e a disposição das arribas proporciona abrigo dos ventos dominantes e permite banhos tranquilos.



Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal