As 5 melhores escapadelas românticas para fazer a dois em Portugal


Acolhedor e romântico, de norte a sul, Portugal é o destino perfeito para uma merecida escapadela a dois. Entre vilas pitorescas, cidades apelativas e a privacidade do campo, escolher entre estas 5 sugestões pode tornar-se difícil, mas qualquer uma será um passeio para mais tarde recordar… 

1. Aveiro – a Veneza de Portugal

 

A cidade de Aveiro constitui um agradável destino para uns dias românticos a dois. Conhecida por muitos como a Veneza portuguesa, é uma cidade plana e ladeada por canais, convidando a longos passeios durante o por do sol ou agradáveis excursões pelos seus muitos canais navegáveis.

 

Localizada na zona litoral centro do país, esta cidade conheceu um forte desenvolvimento nos últimos anos, muito por culpa da industrialização que se tem vindo a implementar e do elevado número de estudantes que passou a habitar a cidade, após a construção da universidade. Aveiro tem muitas tradições ligadas à pesca e à extração de sal, conjugando atualmente, e de forma quase perfeita, modernidade e tradição.

 

O que fazer:

  • A visita ao Eco Museu da Troncalhada é uma opção diferente para uma tarde bem passada ao ar livre, conhecendo a história das salinas e da extração de sal a que sempre esteve ligada a cidade.
  • Um passeio de moliceiro pelos canais navegáveis na ria é uma opção romântica para umas horas inesquecíveis.
  • Um passeio a pé permitirá ainda conhecer as muitas igrejas e pelourinhos espalhados pela cidade, as fachadas recuperadas dos edifícios, a Praça do Peixe, entre outros. Nestas deambulações pela cidade, não deixem de provar os famosos ovos-moles de Aveiro.
Onde ficar:

  • A imponente Morgan & Jacobs Guesthouse, situada no coração saltitante de um bairro histórico de Aveiro, resultou do restauro de um edifício histórico e centenário no Bairro de Beiramar. Esta guesthouse combina técnicas de construção antigas e atuais. Rodeada por museus, teatro, cinema e pelos melhores restaurantes de Aveiro, é o local perfeito para uma noite apaixonada.

2. Montalegre – perca-se por terras do Barroso

 

Montalegre merece sempre uma visita, qualquer que seja a estação do ano em que estejamos. Mas quando o frio aperta sabe ainda melhor rumar até terras barrosãs e perder-se por trilhos e caminhos, saboreando a tradição e contacto intimo com a natureza… e depois aqueçam-se nos muitos espaços convidativos a isso.

 

Com cerca de 27% da sua superfície a integrar o Parque Nacional da Peneda-Gerês, Montalegre é um paraíso natural que convida a passeios românticos ao ar livre.

 

O que fazer:

  • Em qualquer altura do ano, opte por uma caminhada por um dos muitos trilhos pedestres existentes no concelho, ou rendam-se simplesmente aos encantos do castelo e dos miradouros com as suas vistas fantásticas.
  • Quando chega o frio, revivam a tradição das matanças, da Feira do Fumeiro, das histórias contadas sobre o escano e junto à lareira.
  • Se optarem por rumar a terras de Barroso numa sexta-feira 13, conheçam a tradição das bruxas, feiticeiros e outras criaturas endemoninhadas… mas façam-no de mãos dadas!
Onde ficar:

  • As muitas casas de turismo rural existentes nas aldeias vizinhas são também uma opção a ter em conta, com destaque para o Hotel Rural Senhora dos Remédios, na freguesia de Mourilhe.

3. Braga – a cidade dos arcebispos

 

Braga, fundada no tempo dos romanos como Bracara Augusta, é por muitos considerada a mais antiga cidade portuguesa, contando com mais de 2000 anos de história. Situada no norte do país, mais propriamente no Vale do Cávado, é uma cidade simultaneamente histórica e cosmopolita.

 

São inúmeras as atividades que podem fazer em Braga, com cariz cultural, desportivo e religioso. Visitar Braga é valorizar aquilo que de mais genuíno temos no país, combinando tradição e modernidade.

 

O que fazer:

  • Braga é um poço de oportunidades para quem quer uns dias bem passados, com destaque para o seu património e tradição: a vossa visita não ficará completa sem uma ida ao Bom Jesus, Sameiro e Falperra que, a par da Sé Catedral, são alguns dos maiores tesouros arquitetónicos da cidade. Podem ainda visitar as muitas igrejas, capelas e pelourinhos que, em conjunto, deram à cidade a nomenclatura carinhosa de “cidade dos arcebispos”.
  • Os diversos jardins dispersos pela cidade são também uma opção a ter em conta para momentos a dois, com realce para o Jardim de Santa Bárbara, ex-líbris da cidade.
  • Se procuram lazer, visitem o Estádio Axa, deliciem-se com as praias fluviais existentes ou simplesmente desfrutem de uma tarde bem passada a passear pelo centro histórico da cidade.
Onde ficar:

  • Braga, cidade antiga mas ao mesmo tempo moderna, tem uma pensão que vale a pena conhecer: a PORTUGUEZ INN é um espaço personalizado de alojamento local, genuinamente português, localizado no centro histórico da cidade. O único edifício que continua com a fachada medieval na Rua Frei Caetano, a PORTUGUEZ INN tem apenas capacidade de alojamento para 4 pessoas, por isso, sejam rápidos na hora da reserva.

4. Palmela – terra de ventos e paisagens deslumbrantes

 

Palmela é uma vila portuguesa pertencente ao distrito de Setúbal, região de Lisboa. Localizado a aproximadamente 40km da capital, Palmela tem uma localização geográfica privilegiada, ficando uma parte do seu território inserido na Reserva Natural do Estuário do Sado e uma outra no Parque Natural da Arrábida.

 

Com temperaturas agradáveis e baixos níveis de precipitação, a vila de Palmela é o local perfeito para se visitar em qualquer altura do ano.

 

O que fazer:

  • Em Palmela o destaque vai, inevitavelmente, para uma visita ao castelo, com os seus mil e um recantos, assim como as suas paisagens deslumbrantes sobre o Tejo. A visita ao Museu Municipal de Palmela pode constituir uma alternativa interessante.
Onde ficar:

  • Numa terra mais pequena as opções centrais são mais escassas, mas igualmente interessantes – aqui o destaque vai para a Pousada de Palmela, situada no Castelo, que oferece uma agradável vista panorâmica sobre a área circundante.

5. Coimbra – cidade dos estudantes

 

 

Coimbra é a maior cidade da região Centro de Portugal. É considerada uma das mais importantes cidades portuguesas, devido às infraestruturas, organizações e empresas que alberga, para além da sua importância histórica e privilegiada posição geográfica no centro do país. Coimbra é também referência nas áreas do ensino, com destaque para a sua história universitária.

 

Cidade de ruas estreitas, pátios, escadinhas e arcos medievais, Coimbra foi berço de seis reis de Portugal, assim como da primeira Universidade do país e uma das mais antigas da Europa. Perca-se com a sua cara-metade por estas ruas e vielas, numa bonita viagem ao passado...

 

O que fazer:

  • São inúmeras as opções para grandes momentos a dois na cidade, desde um passeio pelas ruas estreitas até à visita dos muitos locais de interesse cultural, arquitetónico e paisagístico: Sé Velha, Convento de Santa Clara, Portugal dos Pequenitos, entre outros.
  • Se gostam de desporto, a descida do Mondego em canoa pode ser uma opção diferente para umas horas divertidas a dois.
Onde ficar:

  • Coimbra, rica em hotelaria, oferece mil e uma combinações para uma noite bem passada. O destaque vai para a Guesthouse Villa Pedra Natural Houses. Numa encosta da Serra do Sicó, bem no centro do país, a antiga Aldeia de Cima esteve ao abandono mais de setenta anos até ser descoberta por Manuel Casal que, apaixonado pela sua beleza ímpar, decidiu devolvê-la às novas gerações. Com quatro das casas concluídas, nasceu a Villa Pedra, cujo conceito assenta nos pilares do bem-estar, tranquilidade, qualidade e autenticidade. Aqui encontra-se serenidade e tempo para reflexão e o privilégio de não fazer absolutamente nada… em boa companhia.
  • As 5 melhores escapadelas românticas para fazer a dois em Portugal


Outros Artigos Populares no Blogue