Centro Histórico de São Luís compreende uma área de 220 hectares de extensão em São Luís, capital do Maranhão. Cerca de 3000 imóveis estão tombados pelo património histórico estadual, e 1400 pelo IPHAN. Parte desse sítio foi declarado Património Mundial em 1997, por seu conjunto arquitectónico colonial português adaptado ao clima do local.

constituiu o Império Português no mundo, o Centro Histórico de São Luís do Maranhão (século XVII) encerra em si mesmo um período da história do descobrimento do Brasil, por meio de um trecho urbano marcadamente português, embora localizado para além das suas actuais fronteiras territoriais. Esta é a cidade do mundo mais parecida com Lisboa e fica do outro lado do Atlântico.




 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por maria✨ (@maluallegretti)




O conjunto de edificações desse período, isto é, do final do século XVII ao XVIII, em São Luís, pertence, estilisticamente, ao chamado período Barroco pombalino. Esse, diz Marcelo, é nome exacto da arquitectura que surge nesse momento, e que é o grande elemento de valor arquitectónico e artístico da Praia Grande. O principal exemplo desse estilo, seu cartão postal é a Rua Portugal, pegando Secretaria de Cultura, Museu de Artes Visuais, aquele conjunto inteiriço.







por Colonial entende-se o quê? O Barroco pombalino é um estilo arquitectónico que surge na Europa, em Lisboa, no período em que esta cidade reconstrói grande parte do seu centro, por conta do terremoto que ela sofreu, no ano de 1755, e que coincide, aqui em São Luís, com a criação da Companhia de Comércio Grão-Pará e Maranhão, que é o determinante do desenvolvimento económico do estado, em São Luís e em Alcântara. E o estilo adoptado será, então, o mesmo da reconstrução de Lisboa, estilo arquitectónico que já está no final do período barroco.




 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Suely Rosa (@suelysantosros)







Esse Barroco pombalino já está com um pé no Neoclassicismo. É um barroco muito mais equilibrado, mais sóbrio nas decorações, apontando para alguns elementos de simetria, de limpeza de fachada, que vai ser a marca de fachada da arquitectura neoclássica característica do século XIX.




 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por MetaMundi (@meta.mundi)




Do outro lado do Atlântico, não só a morfologia urbana de Portugal, mas também a sua linguagem arquitectónica, foram genuinamente conservadas no tempo. Passados três séculos, Portugal viria a assistir ao reconhecimento do Centro Histórico de São Luís do Maranhão, ao ser elevado à categoria de Património Cultural da Humanidade (1997).




 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Evidência Móveis (@evidenciaslz)




 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Suely Rosa (@suelysantosros)




Aqui se encontram conservadas as características originais do conjunto arquitectónico e urbano. Tal facto é cuidadosamente registado no Brasil, onde inicialmente a preservação do património edificado era prioritariamente dirigida a um monumento isolado na paisagem urbana; no entanto, quando a intenção e a prática da conservação abrangiam uma área urbana, algumas das características originais já se haviam perdido.

 

 

Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal