Esta é uma maravilha das Aldeias do xisto Janeiro de Cima


Janeiro de Cima encontra-se na margem esquerda do Zêzere, numa zona quase plana, rodeada por uma extensa manta de terrenos agrícolas.

No núcleo antigo da aldeia, caminha-se sem pressas pelo emaranhado de ruas sinuosas em que as casas se encostam umas às outras revelando as suas características fachadas em xisto, ponteadas por seixos redondos e brancos.

É por aqui que se escondem segredos como a Casa das Tecedeiras, que reinventam tradições e nos fazem viajar no tempo. Ou ainda onde se desenvolvem projetos que prometem recuperar tradições antigas e memórias ancestrais, como é o caso do Laboratório Terra - O Regresso do Linho a Janeiro de Cima. 

 

Em Janeiro de Cima, a arquitetura em xisto apresenta a particularidade de incluir seixos brancos, rolados, provenientes do leito do rio Zêzere.

As primeiras casas da aldeia cresceram em redor da Igreja Velha  e é dali que saem um conjunto de ruas estreitas e orgânicas, de fisionomia própria, que se vão articular com becos e ruelas, pátios e quelhas, numa estrutura medieval de grande valor patrimonial.

Ainda merecem destaque:

  • Casa das Tecedeiras
  • Capela de São Sebastião
  • Edifícios particulares dos séculos XVII-XVIII
  • Igreja Velha
  • Roda de Janeiro
  • Tear Gigante
  • A Barca
  • Quelhos e Quelhas
  • Igreja Nova
    Templo moderno (séc. XX) edificado na então área periférica da povoação, quando a Igreja Velha já se evidenciava sem capacidade para receber todos quanto pretendiam assistir às cerimónias de culto.
  • Escola Primária
    Mais um estabelecimento de ensino desta marca nacional constituída por centenas de edifício escolares que o denominado "Plano dos Centenários" do Estado Novo construiu por outras tantas aldeias do País, obedecendo a projectos base previamente estabelecidos para cada região.
  • Capela do Divino Espírito Santo
    Templo com provável fundação no séc. XVI, tal como a execução da imagem do orago. Em 1758 - nas Memórias Paroquiais, assinadas pelo cura da aldeia, José Pereira - a ermida é referida como estando fora da povoação, à distância de cinco ou seis tiros de bala. Em 1994 sofreu completa reconstrução. Templo de planta longitudinal composta por nave e capela-mor mais estreita e alpendre aberto. No interior um arco triunfal em arco apontado, em granito rebocado e pintado. A capela-mor, elevada por um degrau, apresenta retábulo de planta côncava e três eixos divididos por colunas de fuste em talha dourada e policromada, tardo-barroca, com marmoreados fingidos. Possui um nicho com fundo pintado com flores polícromas, com moldura de elementos fitomórficos e concheados.
  • Capela de Nª Srª do Livramento
    A caminho da Capela de S. Sebastião.
  • Balcões
    Na aldeia existe um número significativo de balcões, que testemunham uma primitiva utilização habitacional do piso superior, enquanto o piso inferior serviria para alojar animais e alfaias.
  • Esta é uma maravilha das Aldeias do xisto Janeiro de Cima