A altura da duna de Salir é de 50 metros e é raro ver alguém que consegue chegar ao topo sem fazer, pelo menos, uma paragem

Caminhando-se pela baía de S. Martinho do Porto, vai-se dar à Praia de Salir do Porto, uma praia fluvial banhada pelo Rio Tornada (ou Rio Salir) que desagua na baía de São Martinho do Porto, que por sua vez está ligada ao Oceano Atlântico. Esta Praia está situada na zona baixa da aldeia e é de areias soltas possuindo duas partes distintas: a que é acessível directamente da Aldeia e a que fica na outra margem do Rio, já do lado de São Martinho e das Dunas. 

 

 


A praia é facilmente localizável, estando indicado o caminho com uma placa logo à entrada da aldeia. É proibido circular com veículos nas dunas e na praia. Com algumas infra-estruturas de apoio, não é vigiada. Tem, no entanto, uma bela vista sobre a barra e sobre S. Martinho. 

Salir do Porto possui uma praia fluvial, na margem do rio Tornada que desagua na baía de São Martinho do Porto. A praia de Salir é famosa pela sua duna de areia com cerca de 50 metros de altura. Em tempos a maior da Europa, a Duna de Salir sobressai na paisagem dunar da Baía de São Martinho. O núcleo da Duna é constituído em parte por um arenito vermelho, vestígio de uma duna mais antiga – Duna fóssil.

 

 

 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Duna de Salir do Porto

Uma publicação partilhada por SkyTouch Portugal (@skytouchportugal) a6 de Abr, 2016 às 3:41 PDT

Existem outras praias de rocha na zona costeira que localmente são chamadas de Quebradas.

Foi nas Ruínas da Alfândega artesanal de Salir que foram construídas as caravelas que participaram nas descobertas e conquistas, nos reinados de D. Afonso V e D. João II.

A extinta freguesia era composta pelas localidades de Salir do Porto, Casais de Salir do Porto e Bouro.