Praia do Telheiro





Apesar de relativamente abrigada da nortada fria, esta é uma praia tranquila devido ao acesso que se faz por um trilho íngreme, percorrendo as bancadas calcárias da arriba até ao areal.

Na área envolvente dominam campos agrícolas e pastagens, e é comum o avistamento de aves de rapina, sobretudo falcões, em busca de alimento.

É a última praia a ocidente antes do cabo de S. Vicente e surpreende pela beleza e diversidade de formações rochosas, a que não será alheio o facto de ser este o ponto de encontro entre o maciço escuro de xisto que aflora na costa ocidental (antiga cadeia de montanhas, muito enrugada e deformada) e a orla sedimentar meridional, composta por arenitos alaranjados, pelo grés de Silves de cor rubra, e por calcários claros, caprichosamente esculpidos.

Diversas plantas aromáticas colonizam as bancadas calcárias da arriba; já junto da linha de água que alcança o areal desenvolve-se vegetação exuberante, com tamargueiras e caniços.



Praia da Murração





uma pequena praia mas com um amplo e comprido areal, conhecido como a Prola da Costa Vicentina, tem a reputao de ser uma praia de beleza excepcional devido as suas dunas ondulantes e abundante paisagem de zimbros endmicos desta regio que ladeiam os seus penhascos. Como encontra-se bastante isolada, no apresenta qualquer tipo de infra estrutura.

Praia de Cabanas Velhas





Esta mais uma das vrias praias Algarvias que dada a sua estreita largura se torna bastante apertada quando a mar enche.

Praia de Beliche Vila do Bispo





A Praia do Beliche é uma praia com vigilância balnear do concelho de Vila do Bispo, nas proximidades do Cabo de São Vicente e da praia do Tonel. É constituída por um areal, situada no fundo de uma pequena baía escavada na falésia, sendo muito procurada pelos surfistas. Trata-se de uma praia muito tranquila

Esta é uma praia abrigada dos ventos dominantes, inserida na ampla enseada definida pela ponta de Sagres e cabo de S. Vicente. A praia parece ter sido escavada nas arribas altas e de cores quentes, e para alcançar o areal desce-se uma imensa escadaria, ao longo da qual se pode apreciar o desenho abrupto dos alcantilados calcários, muito estratificados e fraturados, com as suas grutas e os vestígios de monumentais desmoronamentos. Já no areal, a diversidade de formas rochosas esculpidas pela erosão volta a surpreender.

O Beliche insere-se em plena Reserva Biogenética de Sagres, pela importância para a biodiversidade que as comunidades vegetais desta estreita faixa litoral encerram, sendo possível observar algumas destas plantas endémicas a colonizarem o lapiás calcário das arribas. É uma praia muito procurada, quer por ser abrigada da nortada, quer para a prática de surf e bodyboard.

ocalização: Freguesia de Sagres

 

Acesso Viário: Estrada pavimentada

Acesso Pedonal: Escada

Estacionamento: Não Regularizado; Capacidade Aproximada 134 Lugares

Tipo: Praia Marítima

Serviços: Café

Segurança: Vigiada pela capitania

Areal: Areia Branca, com uma extensão de 400m

Dimensões com Praia-mar: 400m de comprimento x 25m de largura

Arribas: Calcárias com cerca de 40m de altura, abrigadas dos ventos predominantes (Noroeste)

Temperatura média da água: 22ºC – Verão

Atividades que podem ser desenvolvidas: Pesca Desportiva; Surf; Bodyboard





Praia da Manta Rota na Baa de Monte Gordo Ria Formosa Algarve





A praia da Manta Rota é uma praia integrada na Baí­a de Monte Gordo e situa-se na extremidade oriental do Parque Natural da Ria Formosa, na freguesia de Vila Nova de Cacela, concelho de Vila Real de Santo António, Algarve, Portugal. É ladeada a nascente pela Praia da Lota e a poente pela Praia de Cacela Velha. Muito frequentada, dispõe de vigilância e equipamentos de apoio durante todo o perí­odo balnear.

Esta é uma praia ampla e de águas cálidas, associada à povoação da Manta Rota, surgindo na continuidade da barreira arenosa que delimita o sistema lagunar da Ria Formosa a nascente. Embora Manta Rota mantenha algum do seu caráter original de terra piscatória, atualmente assume-se como importante centro turístico.

Uma grande praça com zonas de estadia, estabelecimentos comerciais, um parque infantil, o mercado e um centro de artes, oferece muita animação, sobretudo no verão, e dá acesso a vários pontos da praia.A rede de passadeiras e passadiços sobrelevados que parte da praça leva o visitante a percorrer as dunas, permitindo a observação da vegetação dunar desde o interior, onde surgem plantas aromáticas como a perpétua-das-areias e arbustos como o piorno-branco (planta característica do sotavento arenoso), até à frente de mar, onde dominam o estorno e o cardo-marítimo. Embora muito frequentada, esta praia oferece ainda recantos tranquilos, sobretudo nas extremas do areal.



Praia do Mirouo Vila do Bispo





Se procura uma praia practicamente selvagem,isolada, o Mirouço é o local ideal. Embora seja de acesso dificil, compensa pela beleza e aspecto inóspito.Um local único, um areal pequeno, que não se pode esquecer de visitar quando estiver em Vila do Bispo. 

A Praia do Mirouço apresenta um areal extenso, cuja área diminui bastante durante a maré alta. Quem a frequentar deve prestar atenção aos períodos das marés.As enormes escarpas da falésia encobrem este pequeno paraíso escondido.O acesso é feito por um caminho de terra proveniente da Estrada Nacional 268. Chegado à praia, terá que descer por um trilho na falésia de dificuldade elevada, na zona Sul.



Praia dos Mouranitos Vila do Bispo Algarve





A Praia dos Mouranitos é uma praia selvagem que fica situada entre a praia da Barriga e da Murração. O acesso é muito difícil mas na maré baixa pode ser feito pela praia da Barriga.

A Praia dos Mouranitos possui um areal muito extenso e com grande amplitude durante a maré baixa. As águas são, por norma, agitadas.A zona Norte é menos apelativa para idas a banhos, devido à existência de rochas imersas. O acesso à areia é feito via mar ou pela Praia da Barriga, na baixa mar.Os que desejarem desfrutar desta magnífica paisagem através do topo da falésia, têm de sair num caminho de terra batida vindo da Estrada Nacional 268. A partir daí, só os mais experientes caminhantes devem aventurar-se pelo perigoso trilho que desce até à areia.



Praia do Telheiro





Esta praia est confortvelmente abrigada dos ventos frios vindo de norte, no entanto a mesma, um teste a determinao dos seus visitantes devido ao longo e sinuoso trajecto para chegar at s suas areias douradas. Tal como a praia da Ponta Ruiva, esta praia no tem qualquer tipo de infra estrutura salvo um parque de estacionamento.

Praia das Furnas (Vila do Bispo) Algarve





O concelho de Vila do Bispo, devido à sua localização geográfica, é o único concelho do país que possui dois tipos de costa: a costa meridional e a costa ocidental. A costa meridional, que se estende até ao Cabo de S. Vicente, oferece enseadas e baías com boas condições de abrigo. Fazem parte desta costa, as praias do Burgau, Cabanas Velhas, Boca do Rio, Salema, Figueira, Furnas, Zavial, Ingrina, Barranco, Martinhal, Mareta, Tonel e Beliche.Telheiro, Ponta Ruiva, Castelejo, Cordoama, Barriga e Murração são as praias da costa ocidental, localizada a norte do Cabo de S. Vicente, sendo bastante recortada e composta por arribas.

Localização: Freguesia de Budens

Acesso Viário: Caminho Regularizado

Acesso Pedonal: Caminho Consolidado

Estacionamento: Não Regularizado; Capacidade Aproximada 100 Lugares

Tipo: Praia Marítima

Segurança: Vigiada pela capitania

Areal: Areia Branca, com uma extensão de 200m

Dimensões com Praia-mar: 200m de comprimento x 50m de largura

Arribas: Calcários

Temperatura média da água: 22ºC – Verão

Atividades que podem ser desenvolvidas: Canoagem; Motas de Água; Caça Submarina; Pesca Desportiva; Snorkeling



Praia do Murrao Vila do Bispo Algarve





Já chamada de Joia Vicentina é uma praia de grande beleza natural e relativamente deserta. É assim das raras praias em que a vegetação dunar se estende até à linha de maré, combinando-se o verde pardo das dunas com o azul marinho.

A norte, uma arriba clara e muito esculpida, revestida por matos endémicos de zimbro, delimita uma pequena ribeira que desagua no areal na época das chuvas.

No troço central da praia, a arriba eleva-se e impõe-se na paisagem, talhada em xistos negros que se fazem atravessar por veios rubros e alaranjados. No topo longínquo desta arriba podem ainda observar-se rochas carbonatadas, rendilhadas e de tons mais claros, e, por vezes, pacatos rebanhos a pastar à beira do abismo.

No extremo sul da praia, a parede rochosa surge escavada por uma pequena e límpida linha de água que corre em cascata para a praia. Por todo o areal é possível encontrar rochas de formas e tonalidades curiosas, vestígios de antigos desmoronamentos.



Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal