A Europa é composta por 44 países, de acordo com as Nações Unidas. embora eu conte 46… e, até que o Reino Unido execute sua saída, a UE inclui 28.

Entre estes, coloquei Portugal no topo da lista para quem procura um lugar para viver, aposentar-se, investir ou formular um Plano B na Europa.

O que há de tão especial em Portugal?

Ainda não estive em todos os países da Europa, mas passei tempo em quase todos. Eu também investi em muitos e vivi em dois. Portugal destaca-se da multidão nesta parte do mundo por duas razões.

Em primeiro lugar, Portugal oferece um programa competitivo de residência-por-investimento.  Podes investir apenas 280.000 euros em uma propriedade neste país e qualificar-se para residência no programa Golden Visa ou seja visto gold . Esse programa exige que esteja fisicamente presente em Portugal apenas sete dias por ano em média.

Isto significa que poderia colocar em prática um plano de residência de backup que poderia manter simplesmente tirando férias em Portugal a cada ano.

Se não quer ou não tem fundos para investir em imóveis para se qualificar, pode obter residência em Portugal mostrando apenas 1.200 euros por mês em rendimentos de fora do país. A desvantagem aqui é que esta opção de residência vem com uma exigência maior de presença no país de 183 dias, o suficiente para torná-lo um residente fiscal em Portugal.

No entanto, a segunda vantagem que Portugal oferece em comparação com o resto da Europa é o seu programa de Residente Não Habitual (NHR). Este programa infelizmente chamado não é sobre residência, mas impostos. Depois de estabelecer a residência legal,  pode solicitar o status NHR. Se se qualifica, desfruta de benefícios fiscais significativos para os seus primeiros 10 anos de residência neste país.

É claro que outros países europeus oferecem residência por meio de um investimento em imóveis (incluindo Espanha , Irlanda , Malta e Letônia, por exemplo), e outros lugares na Europa se qualificam como jurisdições fiscais baixas (ou mesmo baixas). Em Portugal, no entanto, estas vantagens estão associadas a um excelente clima, baixos custos de vida e imobiliário (30% menos em média do que em qualquer outro país da Europa Ocidental) e a capacidade de lidar com o inglês se encontrar num expat. área como o Algarve ou Lisboa.

O sol de Portugal tem atraído os europeus do norte há décadas. Algarve desfruta de mais de 3000 horas de sol por ano, mais do que qualquer outro destino na Europa. Enquanto os verões podem ser quentes, mesmo quentes por alguns padrões, chegando aos 90, a maior parte do ano é confortável, com mínimas nos 40 em dezembro e janeiro.

Uma desvantagem para o Algarve é que muitas das cidades são sazonais. Restaurantes e serviços fecham quando os turistas vão para casa.

A boa notícia é que todos esses turistas não aumentaram os preços.  pode levar um amigo para um jantar agradável em um restaurante agradável por 15 euros por pessoa, mesmo no coração das zonas turísticas. Aventure-se no caminho turístico do Algarve e desfrute de uma excelente refeição por menos de 10 euros por pessoa.  vai se divertir mais também.

E a cultura? Esta é a Europa Continental, com todas as armadilhas culturais que associa a esse status. Portugal é também um dos pontos historicamente mais ricos do planeta.

Dito isto, encontrará maiores opções culturais na França e na Itália. Isso é parcialmente resultado do tamanho da população. Portugal é um país de apenas 10 milhões de habitantes, com 1,3 milhões vivendo na área de Lisboa.

E quanto a segurança? Mapas antigos da Europa mostram o canto sudoeste de Portugal como o fim do mundo. Este país é cercado por água e Espanha, o que significa acesso limitado. 

Portugal goza de baixas taxas de criminalidade violenta. A única preocupação real de segurança é a pequena criminalidade nas áreas turísticas.

E quanto ao acesso aéreo? tem boas opções para vôos diários de toda parte do mundo tanto para Lisboa como Porto ou Faro ou ate mesmo as ilhas Madeira e Açores. De lá  pode conectar ou dirigir facilmente para qualquer outro lugar do país. De Lisboa, Faro e Porto,  tem muitas opções de voos diretos para destinos em toda a Europa.

Mais uma vez, Portugal assume a classificação se pretende viver na Europa a tempo inteiro, investir na valorização do capital (graças a preços subavaliados ) e no fluxo de caixa graças ao saudável comércio turístico

Tudo considerado, eu digo novamente: Esta é a sua melhor escolha na Europa agora.

Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal