O Museu Etnográfico da Sociedade de Geografia de Lisboa está localizado no edifí­cio da Sociedade de Geografia de Lisboa na Rua Portas de Santo Antão, 100. O museu abriga uma variada colecção etnográfica oriunda das antigas colónias portuguêsas.

Há máscaras de circuncisão, instrumentos musicais e lanças da Guiné-Bissau. De Angola podem ver-se apoios para toucados e o Padrão original erguido pelos portugueses em 1482 para assinalar a sua soberania sobre o território. A maior parte das peças encontra-se ao longo da esplêndida Sala de Portugal, também usada para conferências.

O Museu da Sociedade de Geografia de Lisboa abriu pela primeira vez as suas portas ao público em 1884. Criado com uma ênfase colonial integrou desde o primeiro momento a componente etnográfica.
Em 1892 as colecções do então Museu Colonial de Lisboa, até aí sob a tutela da Secretaria de Estado da Marinha e Ultramar, foram incorporadas no Museu que a SGL estava a desenvolver desde 1875.

Ao longo dos cerca de 140 anos de existência o Museu tem vindo a enriquecer as suas colecções, embora o período entre 1875 e 1900 deva ser destacado como um dos mais importantes. Este caracterizou-se por uma política de aquisições, com contextos de recolha diversificados: de missionários, comerciantes, exploradores, militares ou ainda no âmbito das exposições internacionais dos meados e finais de Oitocentos. Colecções que traduzem de uma forma significativa a presença portuguesa em zonas tão diversas como Angola, Moçambique, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Timor e Macau.