Onde ir no Douro


Cidade do Peso da Régua

Geralmente conhecida apenas por Régua, o Peso da Régua é uma pequena cidade situada no coração do Douro. É considerada a capital deste Região Demarcada e uma das mais influentes cidades ribeirinhas da zona do Douro Vinhateiro.

Aqui estamos no centro da Região, entre a cidade do Porto e o Pocinho. E é precisamente esta a terra de figuras incontornáveis da História de Portugal, como a Ferreirinha, João de Araújo Correia ou Antão de Carvalho.

Os 10 Locais Imperdíveis no Douro – Parte I - 1
A cidade do Peso da Régua é considerada a capital da Região Demarcada do Douro

Pela sua beleza única e caraterísticas que se ligam harmoniosamente à História do Douro, uma delongada visita a esta cidade vai um primor. O Museu do Douro, o Solar do Vinho do Porto, a Casa do Douro e o miradouro de S. Leonardo da Galafura são obrigatórios. Mas se ainda lhe restar um tempinho, deixamos mais algumas sugestões: a Capela das Sete Esquinas, a Capela do Cruzeiro e a estação arqueológica do Alto da Fonte do Milho. Passeie, ainda, pelo cais e aventure-se num cruzeiro pelo Douro com partida desta cidade.

E Já que aqui está, não se esqueça de provar a boa gastronomia típica do concelho da Régua. O nosso concelho? Um bom arroz de forno com cabrito assado, leite-creme e claro, um delicioso vinho da Região a acompanhar.

Santuário Nossa Senhora dos Remédios – Lamego

A pacata cidade de Lamego também é um dos tesouros do Douro. Muito próxima da Régua, é a segunda maior cidade da Região, datando do tempo dos romanos. É uma cidade simples, de gente alegre e simpática. Aqui respira-se História, tradição, cultura. Cidade de casas brasonadas, monumentos religiosos encantadores, fontanários históricos, parques e jardins, é uma localidade que não passa despercebida. Por isso mesmo, se estiver em viagem pelo Douro, já sabe, passe por Lamego.

Os 10 Locais Imperdíveis no Douro – Parte I - 2
O encantador Santuário de Nossa Senhora dos Remédios oferece uma espantosa vista sobre a cidade

Em Lamego, destacamos o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios. Erguido no cimo do monte, este Santuário oferece uma vista sublime sob a cidade. Num estilo Rococó, o início da sua construção data de finais do século XVIII, tendo sido finalizado nos primeiros anos do século XX.

Se estiver bem treinado, sugerimos que suba os nove lances de escadas, desde o centro da cidade à capela no cimo do monte, num total de 686 degraus. Mas pode descansar no meio da subida, pois os vários patamares no meio da escadaria são ornamentados com capelas, estátuas, fontes e obeliscos. Sente-se, tire algumas fotografias e descanse…

E se tiver a oportunidade de viajar em Setembro, no dia 08 participe na grande romaria de Nossa Senhora dos Remédios que todos os anos atrai milhares de fiéis e turistas à cidade.
 

Miradouro de Casal de Loivos

A Região do Douro tem cerca de 14 miradouros de cortar a respiração. Mas o miradouro de Casal de Loivos é dos mais sublimes. Situado junto ao cemitério da aldeia de Casal de Loivos, no concelho de Alijó, tem uma vista privilegiada sobre as vinhas em socalco tão caraterísticas desta Região, as suas aldeias semeadas pelas encostas e as suas Quintas onde os vinhos envelhecem em tóneis.

Os 10 Locais Imperdíveis no Douro – Parte I - 3
O miradouro de Casal de Loivos em Alijó é uma paragem obrigatória no Douro

Daqui pode ver-se, ainda, o Rio Douro, a correr calmo e tranquilo lá em baixo, serpenteando os montes em frente ao Pinhão, localidade dominante deste cenário idílico. Esta paisagem é tão deslumbrante que foi considerada uma das mais bonitas do Mundo, pelo canal de televisão britânico BBC.

Parque Arqueológico do Vale do Côa 

O Parque Arqueológico do Vale do Côa, em Vila Nova de Foz Côa, é indubitavelmente uma das pérolas durienses. Este parque concentra a maior parte dos sítios pré-históricos de Arte Rupestre que encontramos na zona, considerados dos mais importantes do mundo, no que respeita à arte paleolítica de ar livre. Sedo Património da Humanidade pela UNESCO, o parque contempla mais de 60 núcleos rupestres, disseminados ao longo de 26 quilómetros.

Os 10 Locais Imperdíveis no Douro – Parte I - 4
O Parque Arqueológico de Foz Côa é uma autêntico museu ao ar livre de arte paleolítica

Uma visita a este autêntico museu paleolítico ao ar livre vai valer a pena. Imagine o que aquelas rochas, com séculos e séculos de existência, têm para lhe contar… Aprecie toda a História, enquanto disfruta da calma sublimar que paira pelo Douro. Respire a Natureza!

E já que aqui está, visite o Museu do Vale do Côa. Inaugurado em meados de 2010, vai complementar sublimemente esta sua visita.
 

A aldeia de Favaios

A aldeia de Favaios é uma pacata aldeia vinhateira que tem muito para contar. Localizada na Serra do Vilarelho, concelho de Alijó, faz parte do distrito de Vila Real. Remontando à Idade do Ferro, é uma freguesia de paisagens estupendas, marcas arqueológicas, casas brasonadas, com muitos monumentos históricos ligados à Igreja.

Os 10 Locais Imperdíveis no Douro – Parte I - 5
A aldeia vinhateira de Favaios é surpreendente, assim como o seu vinho Moscatel

Aqui, é produzido o famoso Moscatel do Douro, um dos mais apreciados vinhos a nível mundial, muito aromático e elegante. É o Moscatel Galego Branco, um delicioso néctar produzido a partir de uma única casta, o “Moscatel Galego”.

Se quer uma boa sugestão… marque um lugar na Quinta da Avessada e desfrute de um dia fantástico, cheio de tradições, História, comida incomparável e boa disposição. Não se esquecendo, claro, de provar um bom Moscatel.

  • Onde ir no Douro


Outros Artigos Populares no Blogue