As 15 melhores coisas para fazer no inverno em Mafra

As 15 melhores coisas para fazer no inverno em Mafra

Complexo Cultural da Quinta da Raposa





Situada na antiga corredoura medieval (zona ampla exterior às muralhas, para onde a então pequena vila de Mafra primeiro se desenvolveu), a Quinta da Raposa deve o seu nome a José Joaquim Raposo, homem que foi agraciado com privilégios por D. Maria I e que aqui construiu a sua residência. O solar foi residência do arqueólogo Estácio da Veiga entre 1867 e 1875, altura em que efetuou diversas investigações na região, que deram origem ao primeiro estudo arqueológico do concelho, intitulado Antiguidades de Mafra.

A quinta tem uma história complexa e multifacetada. Foi comprada pelo Barão do Resgate ainda no século XIX e depois transformou-se em Viveiro Nacional de Mafra, na época do combate à filoxera. Sucederam-se os arrendatários até 1954, ano em que o conjunto foi adquirido e transformado em Seminário de S. Vicente de Paulo. As construções efetuadas por aquela congregação religiosa dotaram o equipamento das estruturas que hoje conhecemos, incluindo uma capela edificada em 1965.



Praia da Orelheira Mafra





A Praia da Orelheira tem uma areal de dimensões razoáveis que se estreita um pouco à medida que caminhamos para Norte. É delimitada, tanto a Norte como a Sul, por formações rochosas.O mar é por norma agitado.

Pequena praia rochosa, localizada a sul da Ribeira D´Ilhas, cujo acesso é a pé da praia da Empa. É pouco conhecido e frequentado e vigilância. É propício para a prática de esportes radicais e caça de pequenos crustáceos.



Praia do Penedo Mouro na Ericeira





A Praia do Penedo Mouro localiza-se numa reentrância pouco pronunciada da falésia. As rochas predominam neste cenário. Aqui, o areal é inexistente.Na zona Norte, existe uma enorme laje com cerca de 100 metros de comprimento que se estende desde a base da falésia e se prolonga mar adentro.



Aldeia Museu de José Franco





Aldeia-Museu José Franco, Aldeia Típica de José Franco, Aldeia Típica do Sobreiro ou simplesmente Aldeia Saloia. Qualquer uma destas designações aponta a bússola para a pequena localidade do Sobreiro, entre a Ericeira e Mafra, onde se situa uma das mais reconhecidas aldeias musealizadas do país.

A história da pequena aldeia remonta ao nascimento do oleiro José Franco, em 1920. O seu pai era sapateiro e a mãe, vendedeira de loiça, fazendo a venda de barros de porta em porta, bem como por muitas feiras e mercados estremenhos. Visto que o Sobreiro era um importante centro oleiro, desde cedo José Franco conviveu com o ofício e, ainda criança, ao deixar a escola primária, aprendeu o ofício com dois mestres oleiros locais, antes de trabalhar por conta própria, aos 17 anos de idade. Nessa época, reabilitou a olaria que tinha pertencido ao avô, há muito desativada.

Em início dos anos 60, José Franco deu asas a um sonho, de recriar uma aldeia de caráter etnográfico, onde as suas memórias de infância se cristalizassem, testemunho do modo de viver das gentes locais, em homenagem à sua terra. A sua aldeia teria dois componentes: seria uma réplica das antigas oficinas e lojas, dos espaços vividos, decorados e apetrechados por objetos reais, onde se reproduziam os costumes e atividades laborais intrínsecas à sua infância e à vida camponesa da região de Mafra; em simultâneo, a aldeia compreendia uma área lúdica, dedicada às crianças, repleta de miniaturas de casas e habitantes que retratavam as atividades exercidas à época: trabalhos no campo, carpintarias, moinhos de vento, capelas, mercearias, escolas, adegas, camponeses e até uma reprodução da vila piscatória da Ericeira e dos ofícios ligados ao mar. Em anos posteriores, a Aldeia-Museu foi beneficiada pela construção de uma terceira área, murada como um castelo, com um parque-infantil, incorporando alguns engenhos agrícolas, que as crianças podiam movimentar livremente.

Hoje, o pequeno mundo moldado pelas mãos de José Franco (falecido em 2009) é visitado anualmente por milhares de pessoas. E, para além da exposição das figuras, no museu que lhe foi dedicado, os visitantes encontram réplicas à escala humana de muralhas de castelos, moinhos de vento, um parque infantil, uma pequena adega onde podem provar o vinho da região ou ainda a padaria, onde podem comprar o afamado pão com chouriço, entre outros. Na Aldeia de José Franco cabe a dedicação de uma vida à nobre atividade tradicional da olaria, expondo ainda a rica cultura artesanal do Concelho de Mafra.



Praia do Portinho Correia





A Praia do Portinho Correia localiza-se numa pequena enseada junto à aldeia de Casais de São Lourenço. Está protegida contra ventos provenientes de todas as direções, à exceção de Oeste.



Praia da Pesqueira Ericeira Mafra





A Praia da Pesqueira apresenta um areal de pequenas dimensões na zona Norte.As zonas centro e Sul têm grandes lajes de rocha que integram a estrutura da falésia.



Praia da Empa em Mafra toda informação





É uma praia pequena, frequentada sobretudo na baixa-mar, mas acomoda vários encantos. Além das rochas e pocinhas, concentram-se aqui duas das ondas que compõem a Reserva Mundial de Surf da Ericeira: as irmãs gémeas que dão pelo nome de Pedra Branca e Reef seduzem surfistas e bodyboarders ao longo do ano inteiro. Não vigiada, mas com sistema SOS Praia, dispõe de instalações sanitárias móveis durante a época balnear.

A Praia da Empa, também conhecida por Praia da Pedra Branca, tem um areal de pequenas dimensões na zona Norte. Na zona centro, existe uma enorme laje rochosa com cerca de 100 metros de comprimento.O mar costuma ser bastante agitado.

O acesso a partir do estacionamento de apoio no topo da falésia, é feito por uma escadaria que se bifurca em duas a meio e segue direções opostas.Esta praia integra a Ericeira World Surfing Reserve.

A escassos metros da Praia da Empa (basta mesmo atravessar a Estrada Nacional 247) localiza-se o Ericeira Camping (distinguido com o galardão GreenKey), que se diferencia pela oferta de serviços no âmbito do campismo e caravanismo. 



Praia da Ribeira dIlhas Mafra Ericeira





500 metros para norte fica a onda mais mediática da Reserva, na praia que é considerada a “sala de visitas” do surf português.

Situada num vale onde desagua uma ribeira, a sua configuração geográfica é a de um anfiteatro natural, ideal para a realização de eventos. Não por acaso, tiveram aqui lugar os primeiros campeonatos nacionais e internacionais realizados em Portugal. Ribeira d`Ilhas é uma longa direita de pointbreak (as ondas acompanham o contorno da costa) que recebe todo o tipo de ondulações e funciona em todas as marés, sendo a onda mais consistente da região. Com ondulações de W/NO Ribeira d’Ilhas pode proporcionar direitas de até 200 metros de comprimento. É uma onda muito valiosa e competitiva, pois permite os mais diferentes níveis de abordagem por parte dos surfistas.



Praia do Pescador Ericeira Mafra





A praia dos pescadores, também conhecida por Praia da Ribeira ou Praia do Peixe, localiza-se no centro histórico da Ericeira. Tem os apoios necessários no Verão e é bastante frequentada porque forma um baía, devido ao pontão, onde o mar aqui é sempre mais calmo. 



Praia dos Tombadoiros Ericeira Mafra





A Praia dos Tombadoiros localiza-se sobre uma enorme laje rochosa na base da falésia, nas imediações da Estrada Nacional 247.O areal reduz-se a pequenas tiras de areia entrecortada por inúmeros seixos.O mar é por norma agitado. Durante a maré alta, alcança a falésia, fazendo desaparecer o diminuto areal sob as suas águas.



O Palácio de Mafra monumentos são património da humanidade UNESCO





Mandado construir no século XVIII pelo Rei D. João V em cumprimento de um voto para obter sucessão do seu casamento com D. Maria Ana de Áustria ou a cura de uma doença de que sofria, o Palácio Nacional de Mafra é o mais importante monumento do barroco em Portugal.



Construído em pedra lioz da região, o edifício ocupa uma área de perto de quatro hectares (37.790 m2), compreendendo 1200 divisões, mais de 4700 portas e janelas, 156 escadarias e 29 pátios.











Tal magnificência só foi possível devido ao ouro do Brasil, que permitiu ao Monarca por em prática uma política mecenática e de reforço da autoridade régia.

Na Flandres, encomendou ainda dois carrilhões com 92 sinos, que constituem o maior conjunto histórico do mundo. Este monumento possui uma das mais importantes bibliotecas europeias com um valioso acervo, abrangendo todas as áreas de estudo do séc. XVIII.



Praia do Muro da Galera Mafra





A Praia do Muro da Galera tem uma fina língua de areal que fica totalmente imersa na maré cheia.Na zona central há uma laje de grande dimensão.A Sul, a praia é delimitada por um filão rochoso que a separa da praia vizinha.No topo da falésia, junto à Estrada Nacional 247, encontra-se o Miradouro do Muro da Galera de onde se pode avistar a foz do Rio Lizandro.



Praia dos Coxos em Mafra Toda informação





Ainda na freguesia de Santo Isidoro, encontramos uma pequena mas aprazível praia em forma de ferradura, banhada por águas extremamente límpidas e abrigada do vento norte.

Não se deixem enganar é pelo nome da praia: as universalmente famosas ondas dos Coxos (que integram a Reserva Mundial de Surf da Ericeira) não ficam aqui, mas na baía vizinha a sul. Dispõe de um pequeno bar de apoio e instalações sanitárias. Praia vigiada com nadador-salvador e sistema SOS Praia.

 

A Praia dos Coxos situa-se numa baía virada a Noroeste. O areal é amplo e tem uma extensão mediana.Nesta região existe diversidade de fauna marinha.

As correntes costumam ser fortes junto à ponta da falésia, na zona Sul. No topo da mesma, existe um estacionamento de apoio com uma vista privilegiada sobre a paisagem.Esta praia integra a Ericeira World Surfing Reserve.



Palácio Nacional de Mafra





O Convento/Palácio Nacional de Mafra localiza-se no concelho de Mafra, no distrito de Lisboa, em Portugal, a cerca de 25 quilómetros de Lisboa. É composto por um palácio e mosteiro monumental em estilo barroco joanino, na vertente alemã. Os trabalhos da sua construção iniciaram-se em 1717 por iniciativa de João V de Portugal, em virtude de uma promessa que fizera em nome da descendência que viesse a obter da rainha dona Maria Ana de áustria.

O edifí­cio ocupa uma área aproximada de quatro hectares (37.790 m2). Construí­do em pedra lioz abundante na região de Mafra é constituí­do por 1200 divisões, mais de 4700 portas e janelas, 156 escadarias e 29 pátios e saguões.

Classificado como Monumento Nacional em 1910, foi um dos finalistas da iniciativa Sete Maravilhas de Portugal a 7 de Julho de 2007.

Mafra é uma Vila. É uma vila conhecida pelo seu Monumento, um grande monumento de pedra. Mafra é Mármore. Mafra é, no dizer de um viajante suíço (Merveilleux) do século XVIII, a “metamorfose do ouro em pedra”.

Mafra é Arte. Arte cosmopolita. Arte com magnificência. Mafra é Arte com sentido - a cenificação, o espectáculo e a representação do poder.

Mafra é o esplendor do Barroco!

Estamos perante o monumento português que melhor reflecte  o que podemos chamar de Obra de Arte Total: arquitectura,  escultura, pintura, música, livros, têxteis… enfim, um património tipologicamente diversificado, coerentemente pensado e criteriosamente encomendado para este Palácio/Convento/Basílica/Tapada e que aqui configura uma realidade única.



Praia da Foz do Lizandro





Situada na freguesia da Carvoeira, a praia da Foz do Lizandro apresenta a maior extensão de areal do Concelho de Mafra e uma paisagem natural indissociável do rio Lizandro, que ali desagua e lhe dá o nome.

Mais do que uma estância de veraneio, esta praia é um polo de lazer, integrando modernos bares e restaurantes com esplanadas. Os estabelecimentos encontram-se dispostos ao longo de um passadiço sobrelevado, paralelo à frente de rio/ mar e que permite efetuar a ligação a um amplo parque de estacionamento.

A praia conta ainda com outros equipamentos, entre os quais balneários, instalações sanitárias e posto de primeiros-socorros, zona desportiva no areal (e também no mar, já que as ondas desta praia são famosas além-fronteiras), duche, colmos e espreguiçadeiras para aluguer. Praia vigiada com nadador-salvador e sistema SOS Praia.









O que visitar e conhecer em Portugal

O que visitar em Cascais os 9 melhores locais

O que visitar em Cascais os 9 melhores locais

Praia de Pao de ArcosA Praia de Paço de Arcos ou Praia do Baluarte é uma praia situada na freguesia de Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias, em Oeiras, Grande Lisboa. A praia é rodeada pela Direcção de Faróis da Marinha, pela Escola Superior Nautica Infante D. Henrique ...
Os 10 melhores pontos turisticos e passeios em Aveiro

Os 10 melhores pontos turisticos e passeios em Aveiro

Praia da Tocha freguesia da Tocha, concelho de CantanhedePraia da Tocha é uma aldeia da freguesia da Tocha, concelho de Cantanhede. Esta aldeia possui o Parque de Campismo da Praia da Tocha, situado na Rua dos Pescadores da Nossa Senhora da Tocha. Também há nesta aldeia a possibilidade de ser ver a Arte-Xávega, pesca a...
9 locais grátis para visitar em Faro

9 locais grátis para visitar em Faro

Estao Romana da Quinta da Abicada Alvor PortimoA Estação Romana da Quinta da Abicadalocaliza-se na Mexilhoeira Grande, em Portimão. Trata-se de uma villa romana, a qual terá sido uma grande mansão.  As ruínas da "villa" da Abicada, da Época Romana, localizam-se no extremo de uma penín...
As 12 melhores actividades para fazer e visitar em Bragança

As 12 melhores actividades para fazer e visitar em Bragança

Igreja Catedral de Miranda do DouroA Igreja de Miranda do Douro, antiga Sé de Miranda do Douro ou Concatedral de Miranda do Douro, é um templo católico localizado na cidade de Miranda do Douro, nordeste de Portugal. Toda a gente sabe o que são catedrais, no entanto, o termo concatedral poderá não soar ...