O Santuário de Nossa dos Remédios cheio de neve, a par do Bom Jesus de Braga, uma das igrejas barrocas de peregrinação mais significativas do país.




De uma avenida central de Lamego (Dr. Alfredo de Sousa) sobe até ao alto de um morro uma imponente escadaria barroca com 686 degraus que termina num santuário rocaille, erguido em meados do séc. XVIII à veneração de Nossa Senhora dos Remédios, que só em 1905 ficaria totalmente acabado. A íngreme geologia do terreno acentua a grandiosidade do conjunto, rodeado pela mística do denso arvoredo que forma o Parque de Santo Estevão, um local muito aprazível.

 



Nicolau Nasoni, autor das pinturas que revestem as abóbadas da Sé de Lamego, desenhou algumas das obras barrocas que decoram o conjunto nomeadamente uma belíssima fonte em granito que se encontra ao lado do Santuário.

foto Rui Pires







 
 
 
Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Luiz Paulo Ferreira (@luizpmferreira)







Diversos patamares enriquecem o monumental escadório com interessantes obras escultóricas que amenizam a longa subida, salientando-se a fonte do Pelicano e uma pequena capela octogonal erguida no s. XVI em honra da Virgem a mando do Bispo D. Manuel de Noronha.




Num dos patamares, erguem-se dezoito estátuas representando reis e patriarcas da Judeia, elevando-se no centro de uma monumental taça de água um obelisco com 22 m de altura, decorado e sustentado por míticos atlantes. Finalmente, alcança-se o santuário, epítome do conjunto, dedicado à padroeira.

Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal