A CNN aproveitou as celebrações do dia Mundial do Pão para destacar a sua lista de 50 melhores pães do mundo. E não falta Portugal, tendo sido escolhida a broa de milho.

 

A broa conhecida pelo interior amarelado e a crosta tostadinha está ao lado de pães como o karavai (Rússia), as tortillas (México), a paratha (Índia) o pão de queijo (Brasil). Esta lista com pães provenientes de vários cantos do mundo reflecte a “notável amplitude das tradições alimentares mundiais”, com a utilização de variadas técnicas, comprovando a diversidade apresentada na lista.

 

O critério de escolha de Jen Rose Smith, da CNN, para a criação desta lista passou por pensar em pães que incluíssem a junção de um “sabor memorável com ingredientes únicos que proporcionem prazer caseiro a quem os come. E, como sublinha William Rubel, historiador de pão, à CNN, o pão é basicamente o que sua cultura diz que é.

 

No caso do pão português, a especificidade passa por sabermos que o milho e o trigo sarraceno são moídos em pedra, peneirados e amassados numa calha de madeira para que consigamos obter a versão mais tradicional deste saudável pão de camponeses do Norte de Portugal”, como é referido na descrição que acompanha a fotografia da broa de milho nesta lista dos melhores 50 pães do mundo.

 

Tendo a farinha de milho como ingrediente-rei, outra das particularidades é a formação de um arquipélago de fragmentos de crosta de farinha, expandindo-se sobre “fendas profundas, proporcionada por ser cozida em forno de lenha.