Praia da Samouqueira Aljezur Algarve





Pequenas praias rochosas, essencialmente de calhau, zonas de pescadores e mariscadores. Ideais para a observação da natureza, designadamente, aqui é possível observarem-se poças de maré, na baixa-mar, onde se encontram diversos organismos marinhos, como ouriços, burgaus, lapas, mexilhão e, nas rochas mais distantes, durante a baixa-mar na zona intertidal, os famosos percebes.Na Samouqueira é evidente o desprendimento da arriba, existindo mesmo um fosso fundo, pelo que se aconselha evitar toda a faixa junto à arriba.COMO CHEGAR: No Rogil, vire em direcção a Esteveira, percorrendo essa estrada municipal até ao final do alcatrão. Aí chegado continue em frente, agora por caminho em terra batida. Alguns metros à frente o caminho bifurca-se, continuando pela esquerda, até ao final. No total são cerca de 4 km, deste o cruzamento da EN 120 no Rogil até à Samouqueira.

A Praia da Samouqueira é a última de uma sequência de areais encravados nas rochas, com acesso difícil e grande beleza natural como a Vieirinha, a Oliveirinha, a Foz e o Burrinho.Rodeada por falésias, mas com acesso facilitado pela escada escavada na rocha, a Praia da Samouqueira conserva grutas de grande beleza, que se podem explorar na maré baixa, e oferece boas condições para a prática de mergulho.

 

Praia da Arrifana Aljezur Algarve





Arrifana é uma praia portuguesa, situada junto da localidade homónima, no concelho algarvio de Aljezur. Localizada na pequena povoação piscatória da Arrifana, esta praia insere-se numa zona de elevada importância ecológica e rara beleza natural, desenvolvendo-se num areal com mais de meio quilómetro de extensão.

Protegida por altas arribas xistosas, forma uma espécie de pequena baía, sendo por isso a praia menos batida pelo vento e pela forte rebentação das ondas.No topo sul desta praia marca presença uma negra e enorme rocha vertical no mar, a fazer lembrar uma estátua gigantesca, aqui denominada de “Pedra da Agulha”, que se tornou um ícone da costa sudoeste.

Nas arribas que envolvem a praia, encontram-se habitats prioritários, como formações de Cistus palhinhae em charneca marítima, espécie de flora com estatuto de ameaça vulnerável e endemismo ibérico. Estas arribas constituem também zona de nidificação para diversas espécies de avifauna, sendo uma das espécies mais comuns a Cegonha-branca (Ciconia ciconia).

Em situação única no mundo, é aqui que encontramos os seus ninhos sobre as arribas marítimas ou em rochedos junto à costa - os palheirões.

A norte da praia, junto à Fortaleza da Arrifana desfruta-se das mais belas panorâmicas da Costa Vicentina. Mais a norte, na Ponta da Atalaia, famosa pelos seus percebes, existem vestígios do maior Ribat muçulmano da Península Ibérica, um convento-fortaleza de grande valor arqueológico.É considerada excelente para a prática de desportos náuticos, como o mergulho, o surf ou o bodyboard, sendo muito procurada para a prática destas duas últimas modalidades.

A época do surf começa assim que termina a época estival, tornando-se num paraíso para os surfistas.Na povoação da Arrifana, que se desenvolve ao longo da encosta, existem apoios como restaurantes e cafés, onde é possível degustar a gastronomia local, onde o peixe sempre fresco está presente, assim como os mariscos desta costa, como os tão apreciados percebes.GALARDÕES: Bandeira AzulCOMO CHEGAR: Tal como para a Praia do Monte Clérigo, siga a sinalização que encontra à direita a escassos metros após a saída sul da vila de Aljezur. No final da subida, volte à esquerda para a Praia da Arrifana.



Esta praia nasce numa bonita enseada em forma de concha, abrigada da fria nortada e das ondulações de norte, associada a uma pequena povoação de pescadores. O areal é extenso, com mais de 700 metros, mas estreito, e encontra-se marginado por imponentes arribas negras, talhadas em xisto



Praia das Adegas Odeceixe, concelho de Aljezur





A Praia das Adegas é uma praia pertencente à freguesia de Odeceixe, concelho de Aljezur, em Portugal. Fica imediatamente a sul da Praia de Odeceixe.

É uma das praias oficiais de naturismo em Portugal.

O acesso pedonal é fácil.

A estrada para a praia serpenteia ao longo de um vale verdejante, acompanhando a ribeira de Seixe e campos agrícolas que vão sendo progressivamente substituídos por sapais. Nas encostas do vale os bosques de sobro dão lugar, mais perto da praia, a matos litorais ricos em plantas aromáticas e melíferas que adoçam o ar.

O casario branco, encaixado na arriba, é essencialmente de veraneio. A praia é uma ampla língua de areia entre o mar e a ribeira que desagua no extremo norte do areal, onde se formam várias lagoas de águas baixas, apetecíveis para banhos tranquilos



Praia do Vale dos Homens





Esta praia bastante larga e pacifica. As suas formaes rochosas circundantes tornam esta praia apetecvel para pesca quando o mar est mais calmo, assim que outras actividades ldicas. A praia de Vale dos Homens vigiado durante os meses de vero.

Praia da Amoreira





Esta uma praia muito calma e pouco frequentada, tal como a sua vizinha mais a Sul, a praia de Monte Clrigo. H bastantes opes de restaurao na rea como tambm um parque de estacionamento e vigiada durante o vero.

Praia da Amoreira Aljezur algarve





Amoreira é uma praia portuguesa, situada junto da, freguesia da Aljezur no concelho algarvio de Aljezur. Faz parte do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

O acesso a esta praia faz-se na entrada norte de Aljezur pela EN 120, e a cerca de 7km deste cruzamento fica a praia. A orientação é noroeste.

Nesta praia encontramos a foz da Ribeira de Aljezur que forma um sistema estuário-lagunar de uma beleza natural e pouco comum noutras praias. O seu extenso areal dá lugar a um também extenso campo dunar que estende para um habitat de sapal. Neste local ainda temos o prazer de poder ver a lontra, a garça-cinzenta ou o bonito guarda-rios.

Junto à praia orientação norte pode-se observar a imponente arriba, talhada de xisto e grauvaques, de cor acentuadamente cinzenta e preta. Já a sul encontra-se uma encosta verdejante sobre o vale. Brotam formações rochosas muito belas, são vestí­gios duma antiga duna, agora fossilizada, neste local existe plantas únicas no mundo. Com a baixa-mar o espectáculo é mesmo muito belo porque põe a descoberto formações rochosas fossilizadas e formam-se extensas lagunas no areal, onde a água tem uma temperatura acima dos 20ºC.

Praia também muito procurada pelos desportos radicais que proporciona, surf e bodyboard.

 

Próxima da vila de Aljezur, a Praia da Amoreira beneficia de duas realidades: a praia marítima propriamente dita e a foz da ribeira de Aljezur. Desta confluência resulta um sistema estuarino-lagunar de grande beleza natural. Com a baixa-mar a paisagem é arrebatadora, pondo a descoberto formações rochosas e extensas lagoas no areal.

Na continuidade do vasto areal, para o interior, observa-se um extenso campo dunar, que localmente é conhecido pelos “medos da Amoreira”, evoluindo depois para um habitat de sapal. Duas visões imponentes marcam a paisagem: no limite norte, a arriba talhada em xisto e grauvaques apresenta uma forma curiosa, lembrando um gigante deitado sobre o mar; a sul, na encosta verdejante do vale, afloram impressionantes formações rochosas, vestígios duma antiga duna, agora fossilizada.

A ponta sul desta praia é ainda um local privilegiado para a pesca à linha, localmente conhecida pela rocha do “treme-treme”.Na zona ocorrem diversas espécies de flora de elevado valor, como é o caso do endemismo lusitano Biscutella vicentina, e habitats prioritários para conservação da natureza, como as dunas fixas com vegetação herbácea (“dunas cinzentas”), dunas litorais com Juniperus spp., dunas fixas descalcificadas atlânticas (Calluno-Ullicetea) e dunas com florestas de Pinus pineae ou Pinus pinaster.COMO CHEGAR: Junto ao Complexo Desportivo de Aljezur encontra um desvio com a indicação para a Praia da Amoreira. Ao longo de 7 km de caminho alcatroado acompanha-o uma paisagem idílica: o Vale D. Sancho, a ribeira de Aljezur, flora com espécies endógenas, campos de pastagem de gado bovino. 



Praia do Monte Clérigo





Apesar da praia do Monte Clérigo ter um cenrio repousante, as suas enseadas rasas e rochosas permitem a observao de vrias espcies marinhas tal como polvo, caranguejo, ourio ou robalo. Nas imediaes desta praia pode-se encontrar algumas infra estruturas como um parque de estacionamento, bares e restaurantes. Tambm h um centro de primeiros socorros e um salva vidas de vigia durante o vero.

Museu Municipal de Aljezur





O Museu Municipal de Aljezur é um espaço museológico situado na localidade de Aljezur, no Distrito de Faro, em Portugal.

O Museu Municipal localiza-se no antigo edifício da Câmara Municipal de Aljezur, edificado no século XIX.

O espólio deste museu encontra-se dividido em três espaços distintos: o Núcleo Arqueológico, o Núcleo Etnográfico e a Sala Islâmica do Legado Andalusino.O Núcleo de Arqueologia apresenta um vasto conjunto de objectos, que testemunham mais de 10.000 anos de presença humana na região. Espólio arqueológico Mirense (final da Idade Glaciária - 7000 anos a.C.), Neolítico Final/Calcolítico (3000-2500 anos a.C.) e Idade do Bronze (1200-900/800 anos a.C.), destacando-se uma colecção de machados mirenses, as placas de xisto e os pesos de rede, associados a uma presença que se encontrava muito ligada ao uso dos recursos naturais do território. Ainda aqui é possível observar-se, pelo seu simbolismo histórico, a Pedra de Armas com o brazão da Ordem de Santiago, que se julga proveniente da antiga Igreja Matriz de Aljezur, totalmente destruída com o terramoto de 1755, assim como o fuste do antigo Pelourinho.



Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal