Praia das Valeiras Marinha Grande





A Praia das Valeiras possui um areal muito extenso. A falésia é alta e de índole arenosa.O mar caracteriza-se pela sua agitação quase constante.Na zona Norte, junto a um curso de água, existe uma escadaria que, a avaliar pela sua aparência e o avançar da vegetação, caiu em desuso.

Na maioria das vezes, o mar está como um aficionado do Sporting no Verão quente de 2018: agitado. Já a areia lembra um Agosto em Lisboa antes do boom do turismo: deserta. Selvagem e com falésias de origem arenosa, é uma praia sem apoio ou qualquer cerveja por perto.

COMO CHEGAR: Siga pela N242-4 em direcção à Marinha Grande e procure as placas de São Pedro de Moel-Pataias. 



Praia da Pedra Negras Mrinha Grande





A Praia da Pedra Negra é uma praia marítima da Póvoa de Varzim, localizada entre a Praia de Santo André e a Praia de Paimó.  Uma paisagem onde se desenham passadiços de madeira pelas dunas, protegendo-as e ao mesmo tempo permitindo ao veraneante bons acessos para a praia. É aqui, na Praia das Pedras Negras que encontra esta excelente combinação da presença humana com a natureza. Um areal que percorre uma vasta extensão de areia e que tem o mar como pano de fundo. 

Praia com um extenso areal, ladeada por uma densa camada de dunas e pinhal. Possui um pequeno bar onde é possível petiscar ou optar por uma refeição ligeira.



So Pedro de Moel Marinha Grande Leiria





São Pedro de Moel é um lugar pertencente à cidade, freguesia e concelho da Marinha Grande, distrito de Leiria, em Portugal. Segundo os Censos de 2011, residem neste lugar 389 pessoas. Fica totalmente inserido no Pinhal de Leiria, um pouco a sul da foz da Ribeira de Moel. A praia aqui existente é muito procurada por famí­lias para descansar e gozar férias durante o perí­odo de Verão.

A água do mar é fria e normalmente agitada, mas costuma permitir o banho. É regularmente utilizada para a prática de surf e bodyboard. Para quem gosta de desporto ao ar livre, existe um campo de ténis, e várias ciclovias. Na praia há um campo de jogos, normalmente com duas redes de vólei. Existem vários hóteis, restaurantes, cafés e bares para acolher os turistas, bem como dois parques de campismo.

São Pedro de Moel é uma antiga povoação em que alguns autores assinalam o povoamento do local pelo árabes. Também os fenícios ter-se-ão instalado na zona da praia, no séc. XIII a. C., como paragem nas viagens marítimas a caminho dos países do Norte da Europa.

 

A primeira suposta referência a este povoado, surgiu na carta de doação passada por D. Afonso Henriques ao Mosteiro de Alcobaça, em que aparece o nome Muel, o que leva a equacionar a possibilidade da povoação poder ter existência antes mesmo da nacionalidade.

Esta povoação ganha importância no reinado de D. Fernando, altura que São Pedro de Moel substituiu o velho porto em Paredes, localizado mais a sul. Mais tarde, através das doações feitas à Rainha Santa Isabel, passa a ser parte integrante de Leiria.   Em 1463 D. Afonso V doou São Pedro de Moel ao Conde de Vila Real onde se manteve a família até 1641, altura em que foram executados o último Marquês de Vila Real e o filho, passando a povoação a incluir-se nos bens da Casa do Infantado.

Casa Museu Afonso Lopes Vieira





A Casa-Museu – Colónia Balnear Afonso Lopes Vieira é constituída por:

Um edifício residencial principal situado junto ao mar , onde está instalada, no primeiro andar, a Casa-Museu Afonso Lopes Vieira e no rés-do-chão, parte das instalações da Colónia Balnear Afonso Lopes Vieira;

Capela e Edifício anexo, situado a Norte, onde funcionam os dormitórios da Colónia Balnear.

A casa foi oferecida pelo pai de Afonso Lopes Vieira como prenda de casamento, ao poeta e à sua mulher, D. Helena Aboim, em 1902. Aqui viveram durante longos períodos de tempo - principalmente durante as estações mais quentes, de Abril a Outubro – alternando com as estadias na casa das Cortes e na Casa de Lisboa.Foi na “Casa-Nau”, como lhe chamava, que Afonso Lopes Vieira escreveu grande parte das suas obras literárias, ensaios, conferências, artigos, etc. e recebeu grandes nomes das artes e da literatura nacional do princípio do século XX.

A casa constitui em si um testemunho literário da obra de Afonso Lopes Vieira, na medida em que possui diversos elementos decorativos mandados aplicar por este, ao longo da sua vida (principalmente expressos em lápides e azulejos) que aludem a algumas das suas obras.

Em 1938, no seu testamento, o poeta legou a casa à Câmara Municipal da Marinha Grande, para que aqui fosse instalada uma Colónia Balnear Infantil, para os filhos dos operários vidreiros, bombeiros e trabalhadores das Matas Nacionais.



Praia da Vieira Marinha Grande





A Praia da Vieira é ainda hoje uma excelente estância turística e de veraneio, com óptimas condições para acolher os seus vistantes. 

A Praia da Vieira é um lugar pertencente à vila e freguesia de Vieira de Leiria, concelho da Marinha Grande, no distrito de Leiria.

É limitada a norte pelo rio Lis e a sul pelo Pinhal de Leiria. O areal tem vários quilómetros de comprimento e é adequada à prática de desportos aquáticos. A praia é dotada de hotéis, restaurantes, bares, esplanadas, comércio e de um parque aquático.

São estas condições especiais que a freguesia beneficia que permitem que haja alguma agricultura principalmente nos lugares de Bóco e da Passagem. Não sendo a lavoura uma actividade exclusiva, já que todos os agregados familiares possuem membros empregados na indústria ou no comércio, as explorações agrícolas não são de mercado mas antes de características familiares.



PEDRAS NEGRAS E PRAIA VELHA





As praias de Pedras Negras e Praia Velha, no concelho da Marinha Grande, voltaram a ser galardoadas com a bandeira "Qualidade de Ouro 2016", atribuída pela Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza.

Este galardão é atribuído anualmente por aquela organização às praias portuguesas com melhor qualidade da água. Este ano, a Quercus identificou 382 praias com “Qualidade de Ouro” – mais 68 que no ano anterior, das quais 338 são zonas balneares costeiras, 36 interiores e 8 de transição.

A Câmara Municipal da Marinha Grande volta a congratular-se com esta distinção da Quercus às Pedras Negras e Praia Velha, que visa identificar as praias que nos últimos cinco anos apresentam água de qualidade excelente, garantindo a sua fiabilidade juntos dos veraneantes.

A atribuição do galardão praia com “Qualidade de Ouro” é feita com base em informação pública disponibilizada pela Agência Portuguesa do Ambiente, tendo como critérios:

- ter qualidade da água “Excelente” nas cinco últimas épocas balneares de 2011 a 2015;

- todas as análises realizadas, sem exceção, na última época balnear (2015) deverão ter apresentado resultados melhores que os valores definidos para o percentil 95 do anexo I da Diretiva relativa às águas balneares.

De acordo com a Quercus, esta avaliação “é mais limitada em comparação com os múltiplos critérios para atribuição da Bandeira Azul, ao basear-se apenas na qualidade da água das praias, sendo contudo mais exigente neste aspeto em específico, para além de incluir todas as águas balneares, não envolvendo qualquer processo de candidatura”.



Praia da Concha em Marinha Grande





Uma praia pequena e acolhedora, com o singular formato que lhe dá o nome: Praia da Concha 

A Praia da Concha adquiriu o seu nome por ter um pequeno areal em forma de concha, "cercado" pela falésia e o mar.O passadiço na zona Norte e a escadaria na zona Sul, facilitam o acesso ao areal sem incidentes.



Turismo em Portugal

Explora restaurantes museus hoteis e muito mais em Portugal