Um dos ex-líbris de Lisboa é o Elevador de Santa Justa, local de visita obrigatória se estiver de passeio pela capital. É também muito concorrido, as filas podem ser grandes e o preço, embora não sendo muito alto, pode ser considerável se se tratar de uma visita familiar (5€ por pessoa). Se quiser aproveitar a vista e abdicar da viagem de elevador a solução é subir a pé até alcançar o miradouro. O percurso não é longo e é agradável, apesar de ser sempre a subir. Só tem que seguir até à Rua do Carmo, virar à direita na Rua Garret e logo depois, também à direita na Calçada Sacramento. Chega ao Largo do Carmo.

 
Aí, à direita do Museu Arqueológico do Carmo existe uma rua que nos leva direto ao Miradouro. Só tem que pagar 1,50€ para subir o último lanço de escadas e alcançar o topo. A vista vale muito a pena!
 
O elevador Santa Justa em Lisboa é um ponto turístico imperdível da cidade. São 5€ para fazer o passeio no antigo elevador que liga os dois níveis da cidade (alta e baixa). O passeio consite em subir e descer (quando você quiser), mas o melhor é subir até o último nível já na parte de cima e se impressionar com as incríveis vistas da capital portuguesa.
Belíssimo!!
 
O elevador te deixa no topo, e você tem que subir uma escada de caracol para chegar até o mirante, que não é um espaço muito grande, mas oferece uma das melhores vistas da cidade. É possível ver os principais pontos da cidade, como o Castelo de São Jorge, assim como o rio Tejo... maravilhoso.

 
Você também pode tomar um café, e percorrer os corredores, envolvidos pela estrutura de ferro do elevador e do mirante. Na saída, você vai dar de cara com uma pracinha muito charmosa, com lojas de todo o tipo. Monumento imprescindível em Lisboa.
 
Elevador de Santa Justa, também referido como Elevador do Carmo, é um sistema de transporte público, situado no centro da cidade de Lisboa, no distrito de mesmo nome, em Portugal. Liga a rua do Ouro e a rua do Carmo ao largo do Carmoe constitui-se num dos monumentos mais interessantes da Baixa de Lisboa. É composto por uma torre metálica onde circulam duas cabinas, e por uma passadeira que liga o piso superior à zona do Carmo. A estrutura do elevador é composta por ferro fundido, e utiliza um esquema inspirado no estilo neogótico. Foi construído sob a gestão do distinto engenheiro Raoul Mesnier du Ponsard, conhecido por ter feito outros projectos do mesmo tipo em território nacional. Este elevador foi planeado desde a Década de 1890, mas o projecto só foi aprovado pela Câmara Municipal de Lisboa em 1900[, ano em que se iniciaram as obras.Durante a construção, uma das fases mais impressionantes foi a deslocação do viaduto e do pilar de suporte para as suas posições respectivas, manobra que foi executada através da rotação dos componentes inteiros. O elevador foi inaugurado em 1902.

A bilheteira localiza-se por trás da torre, sob os degraus da rua do Carmo. Os passageiros podem subir ou descer pelo elevador dentro de duas elegantes cabinas de madeira com acessórios de latão.