Madeira tem o melhor trilho do mundo vereda do areeiro

VEREDA DO AREEIRO

O Percurso Recomendado que liga os dois pontos mais altos da Madeira, o Pico do Areeiro ao Pico Ruivo, foi uma das escolha d’”O Homem Que Trilhou o Mundo”, o nome da conta de um Instragrammer londrino que, solicitado pelo The Guardian, elencou cinco percursos que combinam as mínimas limitações físicas para o ser humano (nenhum deles, diz o autor, demora mais do que cinco horas a ser percorrido por completado) e paisagens emblemáticas.

Conforme avança a notícia do The Guardian, este caminho liga os dois pontos mais altos da Madeira, o Pico Ruivo (1.861 metros) e o Pico do Areeiro (1.817 metros) é um dos 5 trilhos mais curtos e bonitos do mundo.

Quem o diz já percorreu parte significativa do planeta a pé. “O Homem Que Trilhou o Mundo” elegeu cinco percursos memoráveis e relativamente ‘fáceis’ de completar. “Há um percurso português, relativamente curto mas visualmente estonteante, que integra a lista dos cinco trilhos mais curtos e belos do mundo”.

Segundo uma nota de imprensa hoje divulgada, outra coisa que une todos estes caminhos, segundo o explorador, é o facto de estarem bem assinalados e de não serem muito perigosos, dada a boa preservação de cada um.

30 percursos recomendados para usufruir a natureza das ilhas

Recorde-se que são 30 os percursos que o Governo Regional recomenda à população da Madeira e do Porto Santo e aos seus visitantes. Entre troços de levadas, veredas e caminhos reais – 28 na Madeira e 2 no Porto Santo – estes percursos recomendados são infraestruturas sob gestão do Governo, com aproximadamente 200km e que integram o património histórico, arquitetónico e natural da Região.

Estes percursos são recomendados porque possuem informação no local e online, com dados relativos à distância, duração, grau de dificuldade, sinalética e equipamentos variados, incluindo os de proteção, como varandins, dotando-os de maior segurança e qualidade.

Este trilho com 7 km, com duração de 3:30 horas, liga dois dos picos mais altos da Madeira (Pico Ruivo e Pico do Areeiro). O percurso inclui túneis, alguns declives acentuados e paisagens fabulosas do maciço montanhoso central.

Como chegar a vareda do pico o melhor trilho de Portugal
 

Este trilho tem a particularidade de ligar dois dos picos mais altos da ilha da Madeira, o (Pico Ruivo 1861m) e o Pico do Areeiro (1817 m), percorrendo parte da área do Maciço Montanhoso Central, área integrante da Rede Natura 2000. É um percurso de 7 Km (com uma duração de 3h30m) com início no Miradouro do Pico do Areeiro e fim no Pico Ruivo.

Este percurso tem início junto à Pousada do Pico do Areeiro, a escassos metros existe o miradouro do Ninho da Manta, local onde supostamente a ave de rapina com o nome comum de Manta (Buteo buteo), nidificava. Daqui é possível observar o vale da Fajã da Nogueira onde nidificam os Patagarros (Puffinus puffinus), São Roque do Faial e grande parte da Cordilheira Montanhosa Central.
Neste local ocorre a nidificação da espécie endémica Freira da Madeira (Pterodroma madeira), considerada a ave marinha mais ameaçada da Europa.

Para atingir o Pico Ruivo, é contornar o Pico das Torres por uma subida íngreme através de uma escadaria escavada na rocha e posteriormente uma descida. A parte mais difícil deste trilho é a subida final até à Casa de Abrigo do Pico Ruivo.

Ao longo do percurso, são encontradas várias grutas escavadas nos tufos vulcânicos onde o gado se refugiava e que serviam de abrigo aos pastores. São também observadas diversas espécies de aves, das quais se destacam as espécies e subespécies restritas à Macaronésia: o Canário (Serinus canaria), o Corre-caminhos (Anthus berthelotti madeirensis), a Andorinha-da-serra (Apus unicolor) e outras subespécies restritas ao Arquipélago da Madeira, Pardal-da-terra (Petronia petronia madeirensis), Tentilhão (Fringilla coelebs madeirensis) e o Bisbis (Regulus ignicapillus madeirensis).

Nesta área predomina o urzal de altitude uma das florestas da Madeira e a vegetação de altitude, caracterizando-se pela presença de vários endemismos da Madeira, destacando-se a Urze da Madeira (Erica madeirensis), Violeta da Madeira (Viola paradoxa), Orquídea das rochas (Orchis scopolorum) e a Antilídea (Anthyllis lemanniana).

Distância: 7 kmDificuldade: MédioDuração: 3:30 horasInício/Fim: Miradouro do Pico do Areeiro / Pico RuivoAltitude min/máx: 1862 m / 1542 m

Chegando à Casa de Abrigo do Pico Ruivo fim deste percurso, encontra-se a vereda com acesso à Achada do Teixeira, dando assim continuidade à caminhada. Neste local existe uma formação rochosa basáltica designada popularmente por “Homem em pé”.

Governo reforça investimento na limpeza e segurança dos percursos

A manutenção dos Percursos Recomendados é contínua, mas o Governo Regional tenciona reforçar o investimento nestes, tornando-os mais seguros e atrativos ao visitante. Os trabalhos incidirão na reposição de sinalética, colocação de instalações sanitárias em alguns dos percursos, construção de parques de estacionamentos e ainda concessionando as casas de abrigo para restauração e alojamento, melhorando consideravelmente o nível dos serviços prestados.

  • Madeira tem o melhor trilho do mundo vereda do areeiro

PRINCIPAIS ACTIVIDADES EM: Madeira

O que fazer em - Madeira